Dispositivos de memória e narrativas do espaço urbano: cartografias flutuantes no tempo e espaço

  • Regina Helena Alves da Silva
  • Claudia Graça da Fonseca
  • Juliana de Oliveira Rocha Franco
  • Pedro Silva Marra
  • Milene Migliano Gonzaga
Palavras-chave: interações Comunicativas, cidade, territórios urbanos

Resumo

O texto discute as possibilidades de leitura do espaço urbano a partir da interação comunicativa de pessoas comuns nas ruas do Hipercentro da cidade de Belo Horizonte. Para estudar este fenômeno, procurou-se entender a ação dos sujeitos sobre o tempo-espaço da cidade como interações comunicativas. Ao agir sobre os lugares, no cotidiano, os sujeitos atribuem significados aos espaços, transformando a sua significação ou apenas atualizando os significados circulantes. O material empírico que serviu de base ao estudo foi coletado através de derivas cartográficas, estratégia de abordagem do espaço urbano inspirada nas derivas dos situacionistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
11-12-2008
Como Citar
Alves da Silva, R., Fonseca, C., Franco, J., Marra, P., & Gonzaga, M. (2008). Dispositivos de memória e narrativas do espaço urbano: cartografias flutuantes no tempo e espaço. E-Compós, 11(1). https://doi.org/10.30962/ec.269
Seção
Dossiê Temático