Cidadania comunicativa e autonomia comunicativa

lutas pelo direito à comunicação nas rádios comunitárias

  • Ismar Capistrano Costa Filho Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Ceará, Brasil
Palavras-chave: Direito à Comunicação, Rádios comunitárias, Autonomia

Resumo

As lutas pelo direito à comunicação são investigadas, neste artigo, a partir de pesquisa bibliográfica que define a cidadania comunicativa e a autonomia comunicativa, exemplificando estes conceitos através da apresentação dos casos das rádios comunitárias Nativa FM e Camponesa FM. A cidadania comunicativa se caracteriza pela busca do direito à comunicação através da apropriação dos meios e da luta pelo reconhecimento jurídico e social. Já autonomia comunicativa se expressa em movimentos que não pleiteiam a inclusão no sistema político-jurídico estatal, assim não buscam a permissão estatal para o funcionamento dos meios. A compreensão destes conceitos possibilita ampliar a reflexão sobre as diversas formas de luta pelo direito à comunicação.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ismar Capistrano Costa Filho, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Ceará, Brasil

Doutor em Comunicação Social pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Mestre em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE. Bacharel em Comunicação Social – Jornalista pela Universidade Federal do Ceará – UFC. Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará – UFC, Fortaleza, Ceará, Brasil.

Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Ceará, Brasil.

Referências

ALBERTANI, Claudio. Flores selvajes: reflexiones sobre el principio de autonomia. In: CECENA, Ana et al. Pensar las autonomías. Cidade do México: Sísifo Ediciones, 2011.

ALMEIDA, Cristovão D.; GUINDANI, Joel F.; MORIGI, Valdir J. A prática de cidadania comunicativa na experiência de rádio comunitária. Rio de Janeiro: Compós, 2010.

BALSEBRE, Armand. El lenguaje radiofónico. Madrid: Editorial Cátedra, 1994.

BÁRCENAS, Franciso L. Las autonomias indígenas en América Latina. In: CECEÑA, Ana et al. Pensar las autonomías. Cidade do México: Sísifo Ediciones, 2011.

COGO, Denise. Uma rádio comunitária. São Paulo: Paulinas, 1998.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

CASTORIADIS, Cornelius. Uma sociedade à deriva. Aparecida: Ideias e Letras, 2006.

CORTINA, Adela. Cidadãos do mundo: para uma teoria da cidadania. São Paulo: Loyola, 2005.

DOWNING, John D. H. Mídia radical: rebeldia nas comunicações e nos movimentos sociais. São Paulo: Ed. Senac, 2001.

DRUETTA, Délia. Repensar la apropriación desde la cultura digital. In: MORALES, Susana; LOYOLA, María Inés. Nuevas perspectivas en los estudios de comunicación: la apropiación tecno-mediática. Buenos Aires: Imago Mundi, 2013.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

HOLLOWAY, John. Las grietas y las crisis del trabajo abstracto. In: CECEÑA, Ana et al. Pensar las autonomías. Cidade do México: Sísifo Ediciones, 2011.

HOLSTON, James. Cidadania insurgente: disjunções da democracia e da modernidade no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

HONNETH, Axel. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. Tradução Luiz Repa. São Paulo: Ed. 34, 2003.

LIMA, Venício Artur de. Mídia: teoria e política. São Paulo: Ed. Fundação Perseu Abramo, 2004.

LIMA, Venício Artur de; LOPES, Cristiano Aguiar. Rádios Comunitárias: coronelismo eletrônico de um novo tipo (1999-2004). Brasília: Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo, 2007.

MACHADO, Arlindo; MAGRI, Caio; MASAGÃO, Marcelo. Rádios livres: a reforma agrária no ar. São Paulo: Brasiliense, 1987.

MARTÍN-BARBERO, Jesús Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: UFRJ, 1997.

______. Ofício de cartógrafo. São Paulo: Loyola, 2004.

MARSHALL, Thomas Humphrey. Cidadania, classe social e status. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1967.

MATA, María Cristina. Comunicación y ciudadania. Problemas teórico-políticos de su articulación. Revista Fronteiras – Estudos Midiáticos, São Leopoldo, v. VIII, n. 1, p. X-X, 2006.

MONJE, Andrés et al. Ciudadania Comunicativa: aproximaciones conceptuales y aportes metodológicos. In: PADILLA FERNANDEZ, A.; MALDONADO, E. (Org.). Metodologias transformadoras: tejiendo la red em comunicación, educación, ciudadania y integración en America Latina. Caracas: Fondo Editorial CEPAP; UNESR, 2009.

MOUFFE, Chantal. O regresso do político. Lisboa: Gradiva, 1990.

NEGRONI, Paula. Castoriadis y el proyecto del autonomía. Revista Catedra Paralela, Rosário, v. 1, n. 8, p. 72-94, 2011.

NUNES, Marcia Vidal. Rádios comunitárias: exercício da cidadania na estruturação dos movimentos sociais. In: PAIVA, Raquel. O retorno da comunidade: o novo caminho do social. Rio de Janeiro: Ed. Mauad X, 2007.

ORTRIWANO, Gisela. A informação no rádio: os grupos de poder e a determinação dos conteúdos. São Paulo: Summus, 1995.

OUVIÑA, Hernán. Especificidades y desafios de la autonomía urbana desde una perspectiva prefigurativa. In: CECEÑA, Ana et al. Pensar las autonomías. Cidade do México: Sísifo Ediciones, 2011.

PERUZZO, Cícilia. Comunicação nos movimentos populares. Petrópolis: Vozes, 2004.

______. Comunicação nos Movimentos Sociais: o exercício de uma nova perspectiva de direitos humanos. Revista Contemporânea: comunicação e cultura, Salvador, v. 11, n. 1, p. 138-158, jan./abr. 2013.

______. Movimentos sociais, cidadania e o direito à Comunicação. In: Revista Fronteira: estudos midiáticos. Revista Fronteiras – Estudos Midiáticos, São Leopoldo, v. 11, n. 1, p. 33-43, jan./abr. 2009.

RODRIGUEZ, Jorge Martínez. Outro mundo es posible y necessário ¿Como lograrlo¿ Guadalajara: La Casa del Mago, 2013.

SEN, Armatya. A ideia de justiça. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

WOTTRICH, Laura. Cidadania comunicativa: apontamentos escassos de um campo de batalhas. Vitória: Congresso Mídia Cidadã, 2013.

WOLTON, Dominique. Pensar a comunicação. Brasília: Universidade de Brasília, 2004.

Publicado
03-06-2020
Como Citar
Costa Filho, I. C. (2020). Cidadania comunicativa e autonomia comunicativa. E-Compós, 23. https://doi.org/10.30962/ec.1771
Seção
Artigos Originais