A PAIXÃO SEGUNDO A. W. – notas o sobre o ritual da serpente e as pathosformeln no pensamento de Aby Warburg.

  • Gabriela Reinaldo
Palavras-chave: Pathosformeln. Imagem. Ritual. Arte. Ciência.

Resumo

Em 1905, Aby Warburg formulou o que chamaria de Pathosformeln – neologismo criado por ele em seu estudo sobre Albrecht Dürer, mas que já aparecia de forma rudimentar em seus primeiros escritos. As Pathosformeln dizem respeito às forças psíquicas presentes na memória coletiva em formas espectrais, imagens dotadas de intensa energia primitiva. Se a história do pensamento no ocidente concorre para a expulsão da paixão do domínio da lógica e da ciência – a paixão atrapalha e embota o que se pretende lúcido e positivo – o legado e a vida de A. W. são testemunhos dos inegáveis efeitos das paixões para as descobertas científicas. Antes, contudo, de sofisticar a tese que redimensionaria tudo o que já havia sido dito sobre o Renascimento, experiências de cunho pessoal – como sua internação num asilo mental e o contato com indígenas do oeste americano – contribuíram para os seus insights sobre a arte florentina.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
22-12-2015
Como Citar
Reinaldo, G. (2015). A PAIXÃO SEGUNDO A. W. – notas o sobre o ritual da serpente e as pathosformeln no pensamento de Aby Warburg. E-Compós, 18(3). https://doi.org/10.30962/ec.1172
Seção
Imagem