Um novo regime da morte na TV

  • Cristina Teixeira Vieira de Melo
Palavras-chave: Time of death, Cuidados paliativos, Biopolítica, Governamentalidade, Ethos neoliberal

Resumo

Estamos vivendo uma mudança cultural em que novas formas de morrer despontam para os sujeitos. Os Cuidados Paliativos (CP) figuram como um desses novos regimes da morte. Sustentamos que embora se coloquem contra uma biopolítica do investimento na vida a qualquer custo, os CP estão em consonância com a governamentalidade contemporânea, na qual impera uma otimização da vida. O ethos do moribundo é o mesmo do indivíduo neoliberal, levado a pensar a si como alguém que modela ativamente o curso de sua vida (e de sua morte) através de atos de escolha. Para mostrar como isso se dá, elegemos como objeto de análise uma série de TV americana que tem por base os preceitos dos CP chamada Time of death (2013).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
24-12-2017
Como Citar
Vieira de Melo, C. T. (2017). Um novo regime da morte na TV. E-Compós, 20(3). https://doi.org/10.30962/ec.1369
Seção
Televisão