Do caráter negociável da significação à busca do código perfeito

  • Humberto Ivan Keske
Palavras-chave: Teorias da Comunicação, Significação, Sentido, Código, Circunstância de comunicação

Resumo

Resgatando algumas questões trabalhadas no modelo informativo de Shannon e Weaver (1948), acrescidas das ampliações de Umberto Eco e Paolo Fabbri nos dois modelos comunicacionais seguintes, o modelo semiótico-informativo (1978) e o modelo semiótico-textual (1979), o presente artigo visa problematizar a relação estabelecida entre a noção de código e as circunstâncias de comunicação, entendidas aqui como aqueles elementos participantes de uma dada situação concreta que auxiliam na compreensão entre o remetente e o destinatário, interferindo diretamente no processo de (re) significação das mensagens. Longe de produzir uma transmissão da informação de sentido unívoco, a heterogeneidade de fatores envolvidos no processo comunicacional traz à tona complexos jogos interpretativos que competem na atualização de uma determinada significação. A pesquisa apresenta, como objetivo principal, fazer uma revisão bibliográfica das principais obras no tocante à temática proposta, contribuindo para a ampliação do campo da Comunicação Social na relação estabelecida com suas diferentes linguagens.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Keske, H. I. (2007). Do caráter negociável da significação à busca do código perfeito. E-Compós, 10. https://doi.org/10.30962/ec.209
Seção
Artigos Originais