A complexidade de personagens caipiras em imagens multiestáveis de telenovelas das seis

  • Simone maria Rocha Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
  • Olívia Érika Alves Resende Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Palavras-chave: Televisualidade. Metaimagem. Mulher Caipira.

Resumo

Analisamos televisualidades de mulheres caipiras em telenovelas das seis escritas por Walcyr Carrasco, a fim de perceber como as personagens participam da reconstituição/criação de passados rurais. Baseamo-nos em proposta teórico-metodológica dos estudos de cultura visual, cujas investigações observam relações entre interações do composto imagemtexto e a trama de (in)determinações histórico-culturais que forma experiências visuais. Concluímos que distintas formas de multiestabilidade de imagens autorreferentes interpelam telespectadores e sugerem imagens de um universo caipira sub-representado, cultural e visualmente, assim como expõem dramas “invisíveis” vividos por mulheres rural-urbanas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone maria Rocha , Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais. Líder do Grupo de Pesquisa Comunicação e Cultura em Televisualidades (ComCult-UFMG).

.

Olívia Érika Alves Resende, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Mestre em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais. Integrante do Grupo de Pesquisa Comunicação e Cultura em Televisualidades (ComCult-UFMG).

Referências

ALMA Gêmea. Memória Globo, 2013. Entretenimento, Rede Globo. Disponível em: <http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/novelas/alma-gemea.htm>. Acesso em: 20 jan. 2020.

ALMA GÊMEA. Autoria de Walcyr Carrasco, colaboração de Thelma Guedes. Direção: Fred Mayrink e Pedro Vasconcelos. Direção geral e de Núcleo: Jorge Fernando. Rede Globo de Televisão. Horário de exibição: 18h. Período de exibição: 20/06/2005 – 11/03/2006. 227 capítulos, cor.

AUTORES, História da Teledramaturgia, livro II. Memória Globo. São Paulo: Globo, 2008.

BALOGH, Anna Maria. O discurso Ficcional na TV: Sedução e Sonho em Doses homeopáticas. São Paulo: USP, 2002.

BALTAZAR, Andrea. (1996). Imagens Rurais na Telenovela Brasileira. Cadernos CERU, 67-81. Disponível em <https://www.revistas.usp.br/ceru/article/view/74901>. Acesso em: 05.02.2020.

BREA, José Luís. Los estudios visuales: por una epistemología política de la visualidad. In: Centro de Estudios Visuales de Chile: Señas y Reseñas. Chile, 2009.

BRUNNER, José Joaquín. UN ESPEJO TRIZADO: ensayos sobre cultura y políticas culturales. – Santiago: Salesianos, 1ª edición, 1988.

BUTLER, Jeremy G. Introduction: Dare We Look Closely at Television? In: Television Style. New York: Routledge, 2010.

CANCLINI, Néstor García. Culturas Híbridas - estratégias para entrar e sair da modernidade. Tradução de Ana Regina Lessa e Heloísa Pezza Cintrão. – São Paulo: EDUSP, 1997.

CANDIDO, Antonio. Os Parceiros do Rio Bonito: Estudo sobre o caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida. São Paulo/Rio de Janeiro: EDUSP; Ouro sobre Azul, 12ª edição, 2017.

CHOCOLATE COM PIMENTA. Autoria de Walcyr Carrasco, colaboração de Thelma Guedes. Direção: Jorge Fernando, Fabrício Mamberti e Fred Mayrink. Direção geral e de núcleo: Jorge Fernando. Rede Globo de Televisão. Horário de exibição: 18h. Período de exibição: 08/09/2003 – 08/05/2004. 209 capítulos, cor.

CIMADEVILLA, Gustavo. La cuestión rurbana: apuntes para una entrada Comunicacional. Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. São Paulo, v.33, n.2, p. 73-85, jul./dez. 2010.

ÊTA MUNDO BOM; Escrita por Walcyr Carrasco e Maria Elisa Berredo; Direção artística e geral de Jorge Fernando. Rede Globo de Televisão. Horário de exibição: 18h. Período de exibição: 18/01/2016 – 26/08/2016. 190 capítulos, cor.
FOUCAULT, Michel. O corpo utópico: As heterotopias. Tradução de Sala Tannus Muchail. São Paulo: n-1 Edições, 2013.

HUYSSEN, Andreas. Passados presentes: mídia, política, amnésia. In:_______. Seduzidos pela memória: arquiteturas, monumentos, mídia. Rio de Janeiro, Aeroplano, 2000.

IANNI, Octavio. A ideia de Brasil Moderno. 2. ed. São Paulo: Editora brasiliense, 1994.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Oficio de cartógrafo - Travesías latinoamericanas de la comunicación en la cultura, São Paulo: Edições Loyola, 2004.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: UFRJ, 2009.

MITCHELL, W.J.Thomas. Teoría de la imagen: ensayos sobre representación. Madri: Ediciones Akal, 2009.

MITCHELL, W.J.Thomas. Qué quieren las imágenes?: una crítica de la cultura visual. Trad. Isabel Mellén. Buenos Aires: Sans Soleil Ediciones, 2017.

MITTELL, Jason. Television and American Culture. New York: Oxford University Press, 2010.

PUCCI JR. Renato Luiz et al. Televisão brasileira frente à problemática da cultura participativa: os casos de A Teia e O Rebu. In: Maria Immacolata Vassallo de Lopes (org.) Por uma teoria de fãs da ficção televisiva brasileira. Porto Alegre: Sulina, 2015. 455 p.

WILLIAMS, Raymond. O campo e a cidade: na história e na literatura. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.
Publicado
10-09-2020
Como Citar
Rocha , S. maria, & Alves Resende, O. Érika . (2020). A complexidade de personagens caipiras em imagens multiestáveis de telenovelas das seis. E-Compós. https://doi.org/10.30962/ec.2130
Seção
Ahead of Print