Do off ao vazamento:

paradigmas e dilemas jornalísticos

Palavras-chave: jornalismo, representação, narrativa, repórter, fonte

Resumo

O ensaio compara dois filmes que trataram do jornal norte-americano The Washington Post em um intervalo de quatro décadas. O objetivo é entender as diferentes representações da profissão jornalística em dois contextos comunicacionais distintos e que são expressas nas obras cinematográficas “The Post” (2017) e “Todos os Homens do Presidente” (1976). As diferenças nos dois filmes seriam sintoma do deslocamento da função paradigmática do repórter na construção deontológica da profissão, em direção ao protagonismo dos editores. Teria havido uma substituição do off pelo vazamento como dilemas éticos norteadores da atividade jornalística. Lançamos mão de uma análise narrativa, de base hermenêutica com inspiração artistotélica, comparando os dois filmes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leticia Cantarela Matheus, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil

Doutora em Comunicação pelo Programa de Pós Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense. Pró-cientista e professora adjunta da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, membro do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Patrícia Miranda, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil

Doutora em Literatura Comparada pela Faculdade de Letras da Universidade Federal  do Rio de Janeiro. Professora adjunta do Departamento de Jornalismo da Faculdade de Comunicação Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Referências

ARISTÓTELES. Da arte poética. SP : Martin Claret, 2004.

BARBOSA, Marialva C. História Cultural da Imprensa. Brasil - 1900-2000. RJ: Mauad X, 2007.

BARBOSA, Marialva C. História Cultural da Imprensa. Brasil – 1800-1900. RJ: Mauad-X, 2010.

BASTOS, Isys, ALMEIDA, Luana Carolina Souza de, SAVERNINI, Erika. A Representação Cinematográfica da Profissão de Jornalista no Filme Spotlight: Segredos Revelados. Anais. UFJF, 14Encontro Regional de Comunicação – Juiz de Fora (MG) - 12 a 14 de Outubro de 2016. Disponível em: https://www.academia.edu/37479215/A_Representa%C3%A7%C3%A3o_Cinematogr%C3%A1fica_da_Profiss%C3%A3o_de_Jornalista_no_Filme_Spotlight_Segredos_Revelados. Acesso em: 12/10/2020.

BELL, Emily; OWEN, Taylor; BROWN, Peter D.; HAUKA, Codi; RASHIDIAN, Nushin. The platform press: how Silicon Valley reengineered journalism. Columbia Academic Commons, march, 2017. Disponível em: https://www.semanticscholar.org/paper/The-platform-press%3A-how-Silicon-Valley-reengineered-Bell-Owen/a6050001bffc78900fb23ecfd28d389aa13625fb Acesso em: 06/08/2020.

BETINE, Giovanna. A ética jornalística e sua configuração cinematográifca. BOCC. Biblioteca Online de Ciências da Comunicação, 2012. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/betine-giovanna-a-etica-jornalistica-e-sua-configuracao.pdf. Acesso em: 12/10/2020.

BERGER, Christa. (Org.) Jornalismo no cinema. UFRGS; 2002.

BOCK, Mary Angela Bock. Citizen video journalists and authority in narrative: Reviving the role of the witness. Journalism 13(5) 639–653, 201. Disponível em: 10.1177/1464884911421703. Acesso em: 12/10/2020.

CARVALHO, Carlos A.; BRUCK, Mohazir S. Vazamentos como acontecimento jornalístico: notas sobre performatividade mediática de atores sociais. Revista Famecos, Porto Alegre, v. 25, n. 3, p. 1-20, setembro, outubro, novembro e dezembro de 2018. Disponível em: 10.15448/1980-3729.2018.3.29713. Acesso em: 12/10/2020.

CASTILHO, Marcio. Um patrimônio dos próprios jornalistas: o Prêmio Esso, a identidade profissional e as relações entre imprensa e Estado (1964-1978). 2010. Tese (Doutorado em Comunicação) – Escola de Comunicação da UFRJ, Rio de Janeiro, 2010.

CHRISTOFOLETTI, Rogério; OLIVEIRA, Cândida de. Jornalismo Pós-WikiLeaks: deontologia em tempos de vazamentos globais de informação. Contemporânea. vol. 09 – n.02 – agosto de 2011, pp. 231- 245. Disponível em: 10.9771/1809-9386contemporanea.v9i2.5072. Acesso em: 12/10/2020.

CHRISTOFOLETTI, Rogério. Riscos Éticos em Tempos de Delações, Vazamentos e Clamor pela Transparência. Brazilian Journalism Research. Vol. 12, N. 2- 2016, pp 58-77. Disponível em: https://objethos.files.wordpress.com/2009/09/riscos-eticos-em-tempos-de-delacoes-vazamentos-e-clamor-pela-transparencia.pdf. Acesso em: 12/10/2020.

CUONO,Victoria Capaldo & BASTOS, Robson da Silva. A construção do personagem do jornalista no cinema: uma análise dos filmes “The Post: A Guerra Secreta” e “Spotlight: Segredos Revelados”. Revista Iniciacom – Vol. 9, N. 1, 2020. Disponível em: http://portcom.intercom.org.br/revistas/index.php/iniciacom/article/view/3360. Acesso em: 12/10/2020.

DURAND, Gilbert. As estruturas antropológicas do imaginário: introdução à arquetipologia geral. SP: Martins Fontes, 2012.

EMERY, Edwin; EMERY, Michael. The Press and America: an interpretative history of the mass media. New Jersey: Prentice-Hall, 1984.

FOLHA DE S. PAULO. Novo Manual de Redação. SP: Folha da Manhã, 1996. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/folha/circulo/manual_introducao.htm. Acesso em 25/07/2020.

GLEASON, Tim. If We Are All Journalists, Can Journalistic Privilege Survive?, Javnost - The Public, 22:4, 375-386, 2015. Disponível em: 10.1080/13183222.2015.1091625. Acesso em: 12/10/2020.

LIMA JUNIOR, Walter Teixeira. Jornalismo computacional em função da “Era do Big Data”. LÍBERO. São Paulo, v. 14, n. 28, pp. 45-52, dez. de 2011. Disponível em: http://seer.casperlibero.edu.br/index.php/libero/article/view/329. Acesso em: 12/10/2020.

LOPES, Fernanda Lima; DUARTE, Maurício da Silva; VIEIRA, Itala Manduell. Representações cinematográficas do jornalismo investigativo em Todos os homens do presidente (1976) e Spotlight (2015). Revista Famecos, v. 24, n. 3, 2017. Disponível em: 10.15448/1980-3729.2017.3.26904. Acesso em: 12/10/2020.

MACÊDO, Carolina Ruiz de. A Representação do Ethos Jornalístico no Cinema: da premissa teórica da verdade ao mundo cão das rotinas. Anais, Campina Grande (PB), XII Intercom, 2010. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/regionais/nordeste2010/resumos/R23-1515-1.pdf. Acesso em: 12/10/2020.

MALINI, Fábio; ANTOUN, Henrique. Monitoramento, vazamentos e anonimato nas revoluções democráticas das redes sociais da internet. Revista Fronteiras – estudos midiáticos. V 14, n. 12, 2012, pp. 68-79. Disponível em: 10.4013/fem.2012.142.01. Acesso em: 13/10/2020.

MANCINI, Leonardo; VASCONCELLOS, Fabio. Jornalismo de Dados: conceito e categorias. Revista Fronteiras – estudos midiáticos. Vol 18, n 1, 2016, pp. 69-82. Disponível em: 10.4013/fem.2016.181.07. Acesso em: 12/10/2020.

McNAIR, Brian. Journalism at the Movies, Journalism Practice. Routledge, 2011.

MILAN, Alexa. Modern Portrayals of Journalism in Films. The Elon Journal of Undergraduate Research in Communications, vol. 1, n. 1, 2010. Disponível em: https://www.ijpc.org/uploads/files/alexa%20milan%20modern%20portrayals%20of%20journalism%20in%20film.pdf. Acesso em: 12/10/2020.

MORETZSOHN, Sylvia . O 'novo ritmo da redação' de O Globo: a prioridade ao jornalismo digital e seus reflexos nas condições de trabalho e produção da notícia. PARÁGRAFO: REVISTA CIENTÍFICA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA FIAM-FAAM , v. 2, p. 146-165, 2014a. Disponível em: http://revistaseletronicas.fiamfaam.br/index.php/recicofi/article/view/234. Acesso em: 12/10/2020.

MORETZSOHN, Sylvia. Jornalismo em tempo real - o fetiche da velocidade. RJ: Revan, 2002.

MORETZSOHN, Sylvia. O 'jornalismo cidadão' e o mito da tecnologia redentora. Brazilian Journalism Research (Online) , v. 10, p. 248-271, 2014b. Disponível em: 10.25200/BJR.v10n2.2014.751. Acesso em: 12/10/2020.

MORETZSOHN, Sylvia. O mito libertário do jornalismo cidadão. Comunicação e Sociedade, v. 9-10, p. 63-81, 2006. Disponível em: 10.17231/comsoc.9(2006).1155. Acesso em: 12/10/2020.

MORETZSOHN, Sylvia. Uma legião de imbecis: hiperinformação, alienação e o fetichismo da tecnologia libertária. LIINC EM REVISTA , v. 13, p. 294-306, 2017. Disponível em: 10.18617/liinc.v13i2.4088. Acesso em: 12/10/2020.

NASCIMENTO ROCHA, Luiz Eduardo; BELING LOOSE, Eloisa. Representações do jornalista no cinema americano: mapeamento das recorrências desde a década de 1970. Anais. Curitiba (PR): 40º Intercom, 2017. Disponível em: https://portalintercom.org.br/anais/nacional2017/resumos/R12-1174-1.pdf. Acesso em: 06/08/2020.

NERONE, John. Journalism’s Crisis of Hegemony, Javnost. The public, 22: 4, pp 313-327, 2015. Disponível em: 10.1080/13183222.2015.1091614. Acesso em: 12/10/2020.

NICHOLS, Bill. Introdução ao documentário. Campinas (SP): Papirus, 2005.

NITSCH, Cordula. Journalistic Reality as Material for Hollywood: Comments on Investigative Journalism in Film. Augsburg, Universität Augsburg: 2005. Disponível em: https://www.ijpc.org/uploads/files/Journalistic%20Reality%20as%20Material%20for%20Hollywood%20-%20Cordula%20Nitsch.pdf. Acesso em: 12/10/2020.

PENA, Felipe. Teorias do Jornalismo. SP: Contexto, 2012.

RENAULT, David. A convergência tecnológica e o novo jornalista. Brazilian Journalism Research. Vol. 9, N. 2- 2013, pp. 30-49. Disponível em: 10.25200/BJR.v9n2.2013.575. Acesso em: 12/10/2020.

RIBEIRO, Ana Paula Goulart; BERTOL, Rachel. Memórias em disputa na cobertura do caso Snowden. A reinvenção da autoridade jornalística na era digital. Contracampo, Niterói, v. 35, n. 03, dez. 2016/ mar. 2017. Disponível em: 10.22409/contracampo.v35i3.852. Acesso em: 12/10/2020.

RIBEIRO, Ana Paula Goulart. História e imprensa no Rio de Janeiro dos anos 50. 2000. Tese (Doutorado em Comunicação). Escola de Comunicação da UFRJ, Rio de Janeiro, 2000.

RUSSIAL, John; LAUFER, Peter; WASKO, Janet. Journalism in Crisis?, Javnost - The Public, 22:4, 299-312, 2015. Disponível em: 10.1080/13183222.2015.1091618. Acesso em: 12/10/2020.

SILVA, Igor da Costa. A Representação do Jornalista no Cinema Brasileiro. Monografia de Bacharelado. Comunicação Social- Jornalismo. ECO, UFRJ, 2014. Disponível em: https://pantheon.ufrj.br/bitstream/11422/4961/4/ISilva.pdf. Acesso em: 12/10/2020.

SILVA, Marco Antonio Roxo da. Jornalistas, pra quê? Militância sindical e o drama da identidade profissional. 2008. Tese (Doutorado em Comunicação) – UFF, Niterói (RJ), 2008.

SIMIÃO, João Victor da Silva & MELO, Licemar Vieira. A ética jornalística em “Todos os homens do presidente”: uma leitura à luz dos mandamentos de Paul Johnson. Anais. XVII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul – Curitiba - PR – 26 a 28/05/2016. Disponível em: https://www.portalintercom.org.br/anais/sul2016/resumos/R50-1208-1.pdf. Acesso em: 12/10/2020.

TARAPANOFF, Fabíola. Jornalistas no cinema: imagens e representações. Tese Doutorado. Comunicação Social, UMESP, SP, 2014. Disponível em: http://tede.metodista.br/jspui/bitstream/tede/706/1/FabiolaTarapanoff2.pdf. Acesso em: 12/10/2020.

THE POST – A GUERRA SECRETA. (EUA, 2017, 116’’). The Post (original). Produzido por: Steven Spielberg, Kristie Macosko Krieger, Amy Pascal. Produtoras:

th Century Fox, DreamWorks Pictures, Amblin Partners, Amblin Entertainment, Pascal Pictures, Star Thrower Entertainment, Participant Media. Direção: Steven Spielberg. Roteiro: Liz Hannah, Josh Singer. DVD.

TODOS OS HOMENS DO PRESIDENTE. (EUA, 1976, 138’’). All the President's Men (original). Produzido por: Walter Coblenz. Produtora: Wildwood Enterprises. Direção: Alan J. Pakula. Roteiro: William Goldman. DVD.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do Jornalismo. Volume 1: Porque as notícias são como são. Florianópolis (SC): Insular, 2005.

TRAVANCAS, Isabel Siqueira. O Mundo dos Jornalistas. SP: Summos, 1993.

TRAVANCAS, Isabel. Jornalista como personagem do cinema. Anais. XXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. De 3 a 7 de setembro de 2001 - Campo Grande/MS. Disponível em: http://www.portcom.intercom.org.br/pdfs/126095204111040878962932586357600200383.pdf. Acesso em: 12/10/2020.

TUCHMAN, Gaye. A objectividade como ritual estratégico: uma análise das noções de objectividade dos jornalistas. In: TRAQUINA, Nelson (Org.). Jornalismo: questões, teorias e estórias. Lisboa: Vega, 1993, pp. 74-100.

WALTZ, Igor. O “Jornalista Sentado” e Condições de Produção: considerações sobre práticas profissionais na comunicação em rede. Leituras do jornalismo. Ano2, vol. 2 n. 4, julho-dez 2015, pp. 116-133. Disponível em: https://www3.faac.unesp.br/leiturasdojornalismo/index.php/leiturasdojornalismo/article/view/69. Acesso em: 12/10/2020.

ZELIZER, Barbie. Covering the body: The Kennedy Assassination, the Media, and the Shaping of Collective Memory. Chicago: The University of Chicago Press, 1992.

Publicado
17-11-2020
Como Citar
Cantarela Matheus, L. ., & Miranda, P. . (2020). Do off ao vazamento:: paradigmas e dilemas jornalísticos . E-Compós. https://doi.org/10.30962/ec.2271
Seção
Ahead of Print