Práticas de ressignificação ou de violação dos arquivos?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30962/ec.2332

Palavras-chave:

Imagens de arquivo. Ressignificação. Montagem. História.

Resumo

Como podemos nos aproximar de um arquivo imagético sem desfigurá-lo? Como reempregá-lo em novas obras, respeitando sua opacidade e ambiguidade? Este trabalho aborda a recorrência dos arquivos em certa produção documentária contemporânea e o modo como determinadas escolhas de montagem terminam por violentá-los, comprometendo assim novos entendimentos do passado neles registrado. Como sugere Didi-Huberman, uma vez que os eventos e temporalidades fixados nas imagens jamais despontarão integralmente, sua reutilização por novos diretores deve ser conjugada com um trabalho de imaginação histórica que lhes possibilite entrever o que nelas permanece latente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laecio Ricardo de Aquino Rodrigues, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil

Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Multimeios da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professor do Departamento de Comunicação Social e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Referências

AMIEL, Vincent. Estética da montagem. Lisboa: Edições Texto & Grafia, 2011.

BARON, Jaimie. The archive effect - Found footage and the audiovisual experience of history. London/New York: Routledge, 2014.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. 8 ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 2012.

BENJAMIN, Walter. Baudelaire e a modernidade. Belo Horizonte: Autêntica editora, 2017.

BERNARDET, Jean-Claude. A migração das imagens. In: Teixeira, Francisco Elinaldo. (org.) Documentário no Brasil – Tradição e transformação. São Paulo: Summus, 2004.

BRUZZI, Stella. New documentary. 2nd edition. London and New York: Routledge, 2006.

BUGLIOSI, Vincent. Reclaiming history – The assassination of President John F. Kenne-dy. New York: Norton & Company, 2007.

BURKE, Peter. Testemunha ocular: História e imagem. Bauru: EDUSC, 2004.

COMOLLI, Jean-Louis. “Algumas notas em torno da montagem”. In: Revista Devires. Belo Horizonte, vol. 4, n. 2, p. 12-41, julho/dez 2007. Disponível em http://www.fafich.ufmg.br/devires/index.php/Devires/issue/archive. Acesso em 1 de agosto de 2020.

__________________; LINDEPERG, Sylvie. Imagens de arquivos: imbricamento de olhares. Entrevista com Sylvie Lindeperg. In: Catálogo do Forumdoc. Belo Horizonte, Fil-mes de Quintal/FAFICH-UFMG, 2010.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Cascas. São Paulo: Editora 34, 2017.

_______________________. Diante do tempo. Belo Horizonte: EDUFMG, 2015.

_______________________. Falenas – ensaios sobre a aparição. Lisboa: KKYM, 2015.

______________________. Imagens apesar de tudo. Lisboa: KKYM, 2012.

EISENSTEIN, Sergei. A forma do filme. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

_______________. O sentido do filme. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

FARGE, Arlette. O sabor do arquivo. São Paulo: Edusp, 2009.

LEYDA, Jay. Films beget films: A study of the compilation film. 1st edition. New York: Hill and Wang, 1964.

LINDEPERG, Sylvie. O destino singular das imagens de arquivo. In: Revista Devires. Belo Horizonte, V. 12, N. 1, p. 12-27, 2015. Disponível em <https://bib44.fafich.ufmg.br/devires/index.php/Devires/article/view/342>. Acesso em 31 de julho 2020.

PASOLINI, Pier Paolo. Empirismo Hereje. Lisboa: Assírio e Alvim, 1981.

RASCAROLI, Laura. The personal camera: subjective cinema and the essay film. Nova York: Wallflower Press, 2009.

RENOV, Michael. The subject of documentary. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2004.

SARLO, Beatriz: Tempo passado: cultura da memória e guinada subjetiva. São Paulo: Companhia das Letras; Belo Horizonte, UFMG, 2007.

WEES, William. Recycled images: The art and politics of found footage films. New York: Anthology Film Archives, 1993.

Downloads

Publicado

30-06-2021

Como Citar

de Aquino Rodrigues, L. R. (2021). Práticas de ressignificação ou de violação dos arquivos?. E-Compós. https://doi.org/10.30962/ec.2332

Edição

Seção

Ahead of Print