Imigração LGBTQIA+ em Barcelona

Entre deslocamentos e experiências de (in)visibilidade

Autores

  • Hadriel Theodoro Universidade Autônoma de Barcelona, Barcelona, Espanha

DOI:

https://doi.org/10.30962/ec.2583

Palavras-chave:

Comunicação, Imigração, Refúgio, LGBTQIA, Dinâmicas de (in)visibilidade

Resumo

O objetivo principal do estudo é analisar as dinâmicas comunicacionais de (in)visibilidade nas experiências de refugiadas/os e imigrantes LGBTQIA+ residentes em Barcelona. A metodologia engloba um conjunto de reflexões teóricas sobre a temática e a realização de entrevista semiestruturada com dez refugiadas/os e imigrantes LGBTQIA+. A análise se centra nas narrativas autobiográficas dos sujeitos entrevistados, a partir das quais é possível verificar que as dinâmicas comunicacionais de (in)visibilidade impactam diretamente suas experiências de deslocamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hadriel Theodoro, Universidade Autônoma de Barcelona, Barcelona, Espanha

Pesquisador Associado ao Institut de la Comunicació – Universitat Autònoma de Barcelona (InCom-UAB). Doutor em Comunicação e Práticas de Consumo pela Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo (PPGCOM-ESPM).

Referências

ANDRADE, Vítor Lopes. Refúgio por motivos de orientação sexual. Um estudo antropológico na cidade de São Paulo. Florianópolis: Editora da UFSC, 2019.

ARFUCH, Leonor. O espaço biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Rio de Janeiro: UFRJ, 2010.

BELL, David; BINNIE, Jon. Authenticating queer space: citizenship, urbanism and governance. Urban Studies, v. 41, n. 9, p. 1807-1820, 2004.

BRAGA, José Luiz. Constituição do campo da comunicação. Verso e Reverso, São Leopoldo, v. 25, n. 58, p. 62-77, 2011.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero. Feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

CISNEROS, Jesus. Undocuqueer: interacting and working within the intersection of LGBTQ and undocumented. 2015. 190 f. Tese (Doutorado em Filosofia) – Arizona State University. Tempe, Arizona, 2015.

DE WENDEN, Catherine Wihtol. Por que mais pessoas do que nunca estão em circulação e para onde elas estão indo? SUR - Revista Internacional De Direitos Humanos, v. 13, n. 23, p. 17-28, 2016.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Pesquisa biográfica e experiência migratória. In: LECHNER, Elsa (Org.). Rostos, vozes, silêncios. Uma pesquisa biográfica colaborativa com imigrantes em Portugal. Coimbra: Almedina, 2015. p. 61-72.

DROUILLAS, Rodrigo Prieto. Vidas queer. La politización de la experiencia tranzmarikabollo de Barcelona. 2009. 425 f. Tese (Doutorado em Psicologia Social) - Departament de Psicologia Social de la Facultat de Psicologia Universitat Autònoma de Barcelona. Barcelona, 2009.

FRANÇA, Vera V.; SIMÕES, Paula G. Curso básico de teorias da comunicação. São Paulo: Autêntica, 2017.

FORGA, Josep Maria. Las motivaciones de los turistas LGBT en la elección de la ciudad de Barcelona. Documents d’Anàlisi Geogràfica, v. 61, n. 3, p. 601-621, 2015.

GONZÁLEZ MARTÍN, Víctor. Homofobia de Estado y protección internacional: el éxito o fracaso del sistema español de protección internacional en el tratamiento de solicitudes por motivos de orientación sexual e identidad de género. 2018. 57 f. Dissertação (Mestrado em Cooperação Internacional e Desenvolvimento) - Universidad Pontificia Comillas. Madrid, 2018.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: Dp&A, 2012.

LA FOUNTAIN-STOKES, Lawrence. Queer Ricans: cultures and sexualities in the diaspora. London: University of Minnesota Press, 2009.

MARTÍN-BARBERO, Jesus; BERKIN, Sarah Corona. Ver con los otros. Comunicación intercultural. Ciudad de México: Fondo de Cultura Económica, 2017.

MOGROVEJO, Norma. Disidencia sexual y ciudadanía en la era del consumo neoliberal. Ciudad de Mexico: Universidad Autónoma de la Ciudad de México, 2015.

NASCIMENTO, Daniel Braga. Refúgio LGBTI: panorama nacional e internacional. Porto Alegre: Editora Fi, 2018.

OSWIN, Natalie. Critical geographies and the uses of sexuality: Deconstructing queer space. Progress in human geography, v. 32, n. 1, p. 89-103, 2008.

PÉREZ NAVARRO, Pablo. Entre corpos: coabitação radical e produção do espaço queer. Revista de Filosofia Aurora, v. 31, n. 52, p. 323-346, 2019.

PRECIADO, Paul B. Testo junkie. Sexe, drogue et biopolitique. Paris: Éditions Grasset & Fasquelle, 2008.

RICH, Adrienne. Heterossexualidade compulsória e existência lésbica. Revista Bagoas, Natal, n. 5, p. 17-44, 2010.

ROCHA, Rose M. Cultura da visualidade e estratégias de (in)visibilidade. E-Compós, v. 7, p. 1-14, 2006.

ROUHANI, Farhang. Queer political geographies of migration and diaspora. In: BROWN, Gavin; BROWNE, Kath (Org.). The Routledge Research Companion to Geographies of Sex and Sexualities. New York: Routledge, 2016. p. 229-236.

SPIVAK, Gayatri Chakravorty. Pode o subalterno falar? Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.

SZULC, Lukasz. Queer migrants and digital culture. In. SMETS, Kevin et al. (Org.). The SAGE handbook of media and migration. London: SAGE Publications, 2019. p. 220-232.

THEODORO, Hadriel Geovani da Silva. Dinâmicas comunicacionais de (in)visibilidade na experiência de refugiadas/os e imigrantes LGBTIQ+ nas cidades de São Paulo e Barcelona. 2021. 517 f. Tese (Doutorado em Comunicação e Práticas de Consumo) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo, Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), São Paulo, 2021.

THOMPSON, John B. A nova visibilidade. Matrizes, São Paulo, v. 1, n. 2, p. 15-38, 2008.

VALENTINE, Gil. Queer bodies and the production of space. In: RICHARDSON, Diane; SEIDMAN, Steve (Org.). Handbook of lesbian and gay studies. London: Sage, 2002. p. 145-160.

WITTIG, Monique. La pensée straight. Paris: Éditions Amsterdam, 2013.

ZECENA, Ruben. Migrating like a queen: visuality and performance in the trans gay caravan. Women's Studies Quarterly, v. 47, n. 3, p. 99-118, 2019.

Publicado

29-08-2022

Como Citar

Theodoro, H. (2022). Imigração LGBTQIA+ em Barcelona: Entre deslocamentos e experiências de (in)visibilidade. E-Compós. https://doi.org/10.30962/ec.2583

Edição

Seção

Ahead of Print