Como ser Pós-Humano na Rede: os Discursos da Transcendência nos Manifestos Ciberculturais

  • Erick Felinto
  • Mauro Schulz de Carvalho
Palavras-chave: Cibercultura, Transcendência, Imaginário Tecnológico, Manifestos, Pós-Humanismo

Resumo

Este trabalho visa analisar a retórica dos manifestos dos movimentos e associações pós-humanistas disponíveis na Internet. Parte-se da hipótese de que os discursos da exaltação do desenvolvimento tecnológico fundamentam-se em um imaginário essencialmente religioso, que tem como base a defesa da transcendência humana por meio da tecnociência. Tais discursos revelam-se, ao cabo de cuidadosa análise, como expressões ingênuas de uma imaginação utópica carente de vetores críticos quanto a suas concepções sobre o fenômeno tecnológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Felinto, E., & de Carvalho, M. S. (2005). Como ser Pós-Humano na Rede: os Discursos da Transcendência nos Manifestos Ciberculturais. E-Compós, 3. https://doi.org/10.30962/ec.37
Edição
Seção
Dossiê Temático