“Populista não, popular!”: Imagens político-eleitorais em disputa no YouTube e na TV

  • Teresinha Maria de Carvalho Cruz Pires
Palavras-chave: discurso político, imagens políticas, campanha eleitoral municipal, campanha negativa, midiatização da política

Resumo

Este artigo trata da midiatização do discurso político na campanha eleitoral municipal de Belo Horizonte, de 2008, mais especificamente das estratégias discursivas de (des)construção de imagens mobilizadas por dois dos candidatos. Estratégias essas consideradas singulares e relevantes por evidenciarem transformações no discurso e no modo de produção da política, seja pela apropriação das novas mídias – no caso, examina-se uma estratégia complexa de campanha negativa no ambiente do YouTube: uma sátira paródica que se apropria do Horário Gratuito Político Eleitoral (HGPE) do adversário, num nível metadiscursivo; seja pelo recurso à estética e à linguagem do popular massivo como estratégia de construção de imagem no HGPE da televisão. Interessa-nos, ainda, demonstrar como essas estratégias midiáticas, tão contemporâneas, recobriram o velho e tradicional discurso populista.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
11-02-2010
Como Citar
Pires, T. M. de C. C. (2010). “Populista não, popular!”: Imagens político-eleitorais em disputa no YouTube e na TV. E-Compós, 12(3). https://doi.org/10.30962/ec.439
Seção
Artigos Originais