Comunicação gráfica & pós-modernidade

  • Flávio Vinicius Cauduro
Palavras-chave: Comunicação Gráfica, Estética do Design, Pós-modernidade

Resumo

A prática da comunicação gráfica no século XX, adotou uma estética a-vant-garde reducionista (o modernismo) que privilegiou a repetição das suas soluções estilísticas, a economia de meios e a simplicidade das formas geométricas. Com o surgimento dos primeiros computadores gráficos pessoais, na década de 80, permitiu-se a qualquer pessoa a emulação daquelas soluções modernistas e sem grandes dificuldades. Isso levou os profissionais da comunicação visual a buscarem um novo diferencial estético para seus trabalhos, através da inclusão de características gráficas que eram até então impensáveis. Essa estratégia parece explicar a pós-modernidade gráfica como resultante de um jogo de provocações visuais e contradições bem humoradas, que voltam a explorar e ampliar as possibilidades trans-gressoras e inovadoras do design gráfico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Cauduro, F. V. (2006). Comunicação gráfica & pós-modernidade. E-Compós, 5. https://doi.org/10.30962/ec.63
Edição
Seção
Dossiê Temático