As relações de classe e gênero no contexto de práticas orientadas pela mídia: apontamentos teóricos

  • Ana Carolina Damboriarena Escosteguy
  • Lírian Sifuentes
Palavras-chave: Classe social, relações de gênero, práticas orientadas pela mídia.

Resumo

O objetivo aqui é apresentar uma discussão teórica sobre dois eixos centrais do projeto A visibilidade da vida ordinária de mulheres destituídas na mídia: a) o entrecruzamento das categorias posição de classe e gênero e b) a singularidade dos estudos sobre identidade em relação aos estudos de recepção e de consumo midiático. O destaque dessas questões deve-se à sua diversidade de entendimentos em circulação e, consequentemente, o esclarecimento dos posicionamentos assumidos. Em relação ao primeiro eixo, pretende-se que a articulação entre classe e gênero colabore na percepção do peso relativo de cada um desses termos. Em relação ao segundo, parte-se do pressuposto que são três linhagens diferentes – estudos de recepção, de consumo e de identidade – que têm objetos distintos, portanto, conservam uma diferenciação entre si, embora as estratégias metodológicas possam ser convergentes. Por fim, afirma-se que a pesquisa almeja estar situada no campo dos estudos de práticas orientadas pela mídia, na tentativa de descentrar a análise tanto das representações, quanto das relações discretas entre os atores e a mídia, implicadas nos estudos de recepção, bem como nos de consumo midiático.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
30-01-2012
Como Citar
Escosteguy, A. C. D., & Sifuentes, L. (2012). As relações de classe e gênero no contexto de práticas orientadas pela mídia: apontamentos teóricos. E-Compós, 14(2). https://doi.org/10.30962/ec.655
Seção
Dossiê Temático