Sobre a possibilidade de escutar o Outro: voz, world music, interculturalidade

  • Simone Luci Pereira
Palavras-chave: escuta, world music, paisagem sonora, mundialização, interculturalidade

Resumo

Partindo de uma inquietação suscitada pela leitura de um texto de Roland Barthes de 1968 – em que afirmava que a voz é o que está realmente em jogo na modernidade – este texto faz uma discussão conceitual sobre a escuta midiática na era global. Abordando também o conceito de world music, discutimos a escuta como forma de consumo cultural que pode possibilitar o conhecimento do Outro, do diferente, mediado pela técnica nas canções midiáticas, num momento em que fluxos globais e locais se acham em confronto e negociação, configurando espaços interculturais. Neste contexto, a voz e a escuta midiática adquirem papel de destaque num mundo em que identidades e sentidos de pertencimento se encontram em reconstrução constante. Uma escuta que põe em jogo novas articulações entre próprio/estrangeiro, local/global, em que “escutar é escutar-se” (Barthes). Palavras-chave Escuta. World music. Paisagem sonora. Mundialização. Interculturalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
28-09-2012
Como Citar
Pereira, S. L. (2012). Sobre a possibilidade de escutar o Outro: voz, world music, interculturalidade. E-Compós, 15(2). https://doi.org/10.30962/ec.791
Seção
Dossiê Temático