Meio, mediação, agência: a descoberta dos objetos em Walter Benjamin e Bruno Latour

  • Erick Felinto
Palavras-chave: Bruno Latour, Walter Benjamin, Agência, Mediação, Comunicação

Resumo

Não obstante a originalidade das proposições de Bruno Latour, seria equivocado dizer que sua obra foi gestada em um vácuo teórico. As influências de pensadores como Étienne Souriau, Gilbert Simondon e Gabriel Tarde, por exemplo, foram dissecadas cuidadosamente pela crítica. O objetivo deste trabalho é esboçar convergências importantes entre o pensamento de Latour e certas ideias de Walter Benjamin, expressas de forma mais incisiva em alguns textos de juventude. Através dessa aproximação, já ensaiada anteriormente por alguns autores, pretende-se dar início a uma exploração filosófica dos conceitos de agência, meio e mediação – fundamentais para a reflexão comunicacional, especialmente no contexto contemporâneo. Palavra-Chave Bruno Latour. Walter Benjamin. Agência. Mediação. Comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
14-06-2013
Como Citar
Felinto, E. (2013). Meio, mediação, agência: a descoberta dos objetos em Walter Benjamin e Bruno Latour. E-Compós, 16(1). https://doi.org/10.30962/ec.846
Seção
Artigos Originais