Consumindo o candomblé: estudo sobre a comunicação dos objetos dessacralizados e trocas sígnicas na pós-modernidade

  • Cristiano Henrique Ribeiro dos Santos
Palavras-chave: Candomblé, Comunicação, Teorias do Consumo, Sistemas de Significação

Resumo

Este artigo analisa as Religiões Afro-Brasileiras nas perspectivas das teorias do consumo e da historicidade do mercado neste universo de relações mágico-religiosas. Sendo assim, as questões refletidas se inserem e são inseridas na cultura de consumo, relacionando-se a seita com a expansão da produção capitalista de mercadorias. São estudados tanto os aspectos que se manifestam pela lógica do consumo endógeno (no interior do culto, no consumo ritual) quanto exógeno (na externalidade do culto, pelo consumo das imagens e signos, fora da religiosidade, pelos não-praticantes). Na dinâmica do consumo de produtos da diversidade cultural na pós-modernidade, o objeto de análise passa pela inserção do Candomblé como fonte da produção de bens simbólicos e materiais na indústria da moda e do entretenimento, dentre outras indústrias culturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
dos Santos, C. H. R. (2006). Consumindo o candomblé: estudo sobre a comunicação dos objetos dessacralizados e trocas sígnicas na pós-modernidade. E-Compós, 6. https://doi.org/10.30962/ec.87
Edição
Seção
Dossiê Temático